Ainda não há comentários

JESUS PODE MUDAR VIDAS, PARA MELHOR

JESUS PODE MUDAR VIDAS, PARA MELHOR

 Em II Coríntios 5:17 está escrito: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”  Uma nova vida, provocada por uma decisão pessoal. Essa graça – “tudo se fez novo” – foi manifestada quando Deus nos justificou enquanto pecadores ao optarmos estar com Ele.

             Existem três formas como isso pode acontecer: através do novo nascimento (João 3:3), do batismo nas águas (Mateus 28:19 e Romanos 6:4) e através da transformação/conversão,  que dedicaremos atenção nesta pastoral.  O livro de Filemon (vv. 8-21) – uma carta – nos proporciona uma história maravilhosa de mudança de vida através da conversão, ou seja, como resultado de alguém escolher a Cristo como seu Senhor e Salvador. Investigando os primórdios do cristianismo podemos crer de fonte fidedigna que Onésimo, um escravo pertencente a Filemon, fugiu de seu senhor que morava em Colossos, depois de aparentemente haver cometido furto. Ele conseguiu fugir para Roma, onde entrou em contato com Paulo e converteu-se a Cristo sob sua influência e ministério. Em seguida Paulo enviou-o de volta para seu legítimo proprietário com essa carta pessoal de recomendação a seu favor, para ser entregue a Filemon. Ele pleiteia a Filemon para que recebesse de volta Onésimo, o já convertido escravo, com boa vontade, e o perdoasse e reabilitasse, porque ele não mais seria um escravo, porém mais do que um escravo, um irmão caríssimo. O próprio Paulo devolveria qualquer prejuízo que Onésimo porventura tivesse lhe causado, e esperava que Filemon cedesse à exortação ao amor e ao dever cristão.

           Seja você também aquele que, mesmo tendo errado, não desanima e entende que a conversão a Cristo poderá elevá-lo de uma condição de escravo à de irmão caríssimo, a quem qualquer pessoa possa intervir a seu favor e responsabilizar-se por qualquer coisa que tenha feito e desagradado a Deus ou aos homens.  E que tal interceder por alguém que, evangelizado, necessite do tipo de ajuda dada por Paulo a Onésimo, ou ser um “Filemon”, disposto a perdoar e aceitar alguém de volta?

 O nosso Senhor é poderoso para mudar vidas, para melhor!

Seminarista Roberto Ferreira da Silva

Publicar um comentário